CONVERSAÇÕES FÚTEIS

“Decifra-me ou te devoro” I   Ao longe, em meio à névoa, um vulto aproxima-se. Gritos: S.: -Quem vem lá? Vulto: -Ninguém mais que um amigo. S.: -Amigo? Então diga-me, por favor: onde estamos? Vulto: -E não sabes? Olha em volta de si. Estamos em um daqueles lugares de pesadelo. Escondido em meio a um labirinto de cubículos e becos

Leia mais

Deus escreve certo por linhas tortas

Caro G., A respeito de sua pergunta… deveras impertinente e essas suas inquietações – pueris, veio-me a mente um caso ocorrido comigo há muitos e muitos anos, quando estava eu aproximadamente na mesma situação e idade em que você agora se encontra. Mero aluno, mas sem o privilégio de contar com mestres do calibre que você tão desmerecidamente possui e

Leia mais

D3US EX M4CH1NA

“Deem-me uma alavanca e um ponto de apoio e moverei o Mundo.” Arquimedes, o Tolo Gravidade. De olhos bem fechados. Tente não se lembrar de como é estar à beira do precipício. Nos altos castelos, nas torres de Babel, no cume das montanhas que nem mesmo a fé pode remover. Nos altos arranha céus, a dez, vinte, trinta, mil andares

Leia mais

Trechos de cartas de Lovecraft a respeito do Necronomicon (Traduzido)

Com relação à qualquer dúvida sobre a existência ou não do Necronomicon, livro presente nos Mitos criados pelo escritor Howard Phillips Lovecraft, basta dar uma olhada em alguns trechos de suas cartas para Edwin Baird, Robert Howard, entre outros e verificar sua real origem: Para Edwin Baird (3 de fevereiro de 1924): Certa vez reuniu uma coleção juvenil de cerâmicas

Leia mais

Punição

Cena 1: Ressurreição   Da infinita profundidade do abismo, sob a eterna noite do esquecimento e envolto no gélido manto do silêncio, emerge o condenado no Inferno. Tic! Tac! Tic! Tac! Tic! Faz o antigo relógio à parede, logo acima da lareira. Trata-se de uma aconchegante sala, perfumada pelo odor das coisas antigas e luxuosas. Ainda levemente aturdido pela confusão

Leia mais